quarta-feira, 6 de janeiro de 2016

2016

 
Quando era adolescente imaginava que nunca iria chegar o ano 2000. Estamos agora no ano 2016. Olho para trás e vejo que tudo passou muito rápido, e a cada ano, passa com uma rapidez inexplicável. É um pouco assustador. Parece que os dias estão tornando-se menores....será? Ou a correria do dia a dia, tanta informação virtual e presencial, sem comunicação com seres humanos, sem o toque, palavras no ouvido, tomar café da manhã juntos, almoçar e jantar conversando. A noite sentar e conversar assuntos interessantes, brincar com as crianças sorrindo oportunizando confiança. Dar atenção a cada gesto e palavra de quem está a nossa volta.

Sei que não é fácil, com tanta tecnologia, eu mesmo aqui digitando, poderia estar falando para as pessoas, trocando informações e experiências sobre o assunto. Mas, têm alguém no celular, com o fone no ouvido, assistindo TV. Ninguém fala, porque atrapalha o outro na sua concentração.

Esta é a vida de hoje. Mas podemos mudar pelo menos um pouquinho. Temos que parar e pensar: - que seres humanos, estamos construindo. Robôs? Ou crianças com o cérebro voltado a tecnologia, sem exercitar a sua memória, seu pensamento, refletir, dialogar com o outro, saber se comportar frente às situações que o mundo oferece.
Vamos refletir sobre isto?

Nenhum comentário: